Colégio de Mestres e Terapeutas REIKI


COLÉGIO DE MESTRES DE REIKI

Núcleo de Ensino, Pesquisa e Práticas da Terapia Reiki

Membros do colegiado:

Celestina Gonçalves, Andréia Preve, Nina Rosa E. Carpes, Valéria Araujo,

Otília Fraga e Thiago Aguiar



O Colegiado de Mestres de Reiki tem o compromisso Espiritual e profissional de exercer suas atividades com o objetivo do despertar Espiritual e consciencial da humanidade através de palestras, cursos, ações comunitárias  e solidárias por meio virtual e presencial.

O que é Reiki

Reiki  é uma palavra japonesa constituída por duas partículas: REI (o aspecto universal, infinito) e KI (que é parte do REI e se refere a energia vital).

Reiki significa Energia Universal de Vida. É a energia fonte de nossa vida. É a Unificação das energias universal e vital.

O KI é conhecido pelos cristãos como “Luz” ou “Espírito Santo”; pelos Hindus como “Prana”; pelos chineses como CHI; pelos Kahunas como “Mana”; pelos Russos como “Bioplasma, Bioenergia”; pelos Alquimistas como “Fluido Vital”; por Hipócrates como “Força de Cura da Natureza”.

Para ser um canal Reiki são necessárias quatro iniciações (cerimônias sagradas) promovidas por um mestre Reiki, e que permite a reabertura de canais internos por onde esta ENERGIA passa para você mesmo, para outras pessoas, animais, plantas, minerais, ambiente e também objetos.

- O Reiki é transmitido através do toque das mãos.

- É um método de cura muito antigo, descoberto por um monge japonês, Dr. Mikao Usui no Século passado, propagando-se por todo o ocidente. Sua essência está tão viva hoje como estava a centenas de anos.

- Ativa o poder de autocura através do autoconhecimento.

- Elimina substâncias tóxicas.

- Está presente todo tempo com o iniciado, podendo ser canalizado a todo instante, doto momento.

- Age em todos os níveis da multidimensionalidade, restabelecendo e fortificando a harmonia - física, emocional, mental e espiritual. Equilibra o fluxo de energias, dissolvendo bloqueios e promovendo um relaxamento total.

- Não se utiliza da energia do terapeuta, mas da energia cósmica que tudo circunda e flui por seu intermédio.

- Energia inteligente que atua onde é necessário.

- É dar e receber ao mesmo tempo, pois o terapeuta ao aplicar Reiki é energizado automática e concomitantemente.

- É compatível com todos os tratamentos e terapias, enriquecendo-os e agilizando os seus efeitos. Não tem contraindicações e é ilimitado em sua aplicação.

Reiki é uma forma maravilhosa de ser útil não somente aos outros como a si mesmo.

- Pode se tornar uma vivência diária que nos conduz a paz, relaxamento, clareza e concentração.

- É um caminho natural no processo de transformação individual, é crescimento pessoal, é abertura para talentos ainda desconhecidos, é criatividade, é transformação.

- É meditação, amor, luz, paz, entrega, profundidade, união, recolhimento.

- É a possibilidade de se entrar em contato com o nosso Cristo interno e irradiar sua beleza.

- Intensifica as qualidades positivas de cada um.

- Propicia a independência interior de cada um, liberdade, segurança, coragem, confiança em si mesmo, independente de acreditar ou não na energia.

- Pode ser enviado a distância para outras partes do mundo, para outros níveis de consciência, para o passado, para o futuro.

- Permite entrar em contato direto com o subconsciente, com o mental, corrigindo padrões e restabelecendo o equilíbrio.

- Lhe dá a oportunidade de entrar em contato com o seu “EU” interior, a centelha divina que habita todos os seres.

- Não é necessário nenhum conhecimento prévio para se aprender e vivenciar Reiki.

- É prático e simples na sua aplicação, não necessitando grandes conhecimentos teóricos, ou exercícios complicados.

- Não é religião, nem culto.

Quem foi Mikao Usui

Monge japonês, Dr. Mikao Usui no final do século XIX se pergunta como é que processava-se a cura pelos grandes Mestres da antiguidade como Jesus, Buda e etc. Não sabendo responder essa pergunta Dr. Mikao Usui transforma completamente seu objetivo de vida em busca dessa resposta.

  

Aprofundou seus estudos nas Escrituras Sagradas na tentativa de desvendar o segredo de como Jesus e seus discípulos curavam os doentes. Não tendo encontrado a resposta, aprofundou-se na filosofia budista em diversos mosteiros.

Encontrou apoio de um abade que também estava interessado nesta mesma questão. E assim entrou em contato com os Sutras, escrituras budista. Estudou as traduções japonesas nas escrituras budista, mas não encontrou a explicação que buscava. Decidiu aprender sânscrito para ter acesso aos textos budista originais e as documentações que não tinham sido traduzidas.

Após 7 anos, finalmente encontrou o que tanto procurava! Anotações de um discípulo de Buda lhe deram a chave, os símbolos e a descrição de como este grande Mestre curava. Embora tenha redescoberto o conhecimento, não tinha ainda o poder da cura. Havia comentado o fato com seu velho amigo abade e decidiu dirigir-se a uma montanha sagrada para meditar em busca deste poder.

Na montanha sagrada meditou durante vinte e um dias. Para ajudar na sua contagem do tempo, colocou diante de si a mesma quantidade de pedrinhas que eram descartadas uma a uma, dia após dia. No 21o. dia viu no horizonte luzes que vindo ao seu encontro deram formação aos símbolos que ele havia encontrado nas anotações em sânscrito. Perdeu os sentidos e ao recobrá-los percebeu ter entrado em contato com o poder de cura que tanto procurava.

Primeira constatação foi que apesar de ter jejuado durante 21 dias, não se sentia faminto, nem esgotado. Tinha recobrado miraculosamente as suas energias. A segunda, quando movido pela alegria de ter encontrado a resposta e querendo transmitir estes conhecimentos para o seu amigo abade, feriu-se no dedão do pé , impondo suas mãos sobre o ferimento, constatou, para sua surpresa, que a hemorragia e a dor cessaram instantaneamente. Ao pé da montanha Mikao Usui parou num pequeno albergue e pediu uma refeição.

O proprietário percebendo pelo aspecto do monge que o mesmo havia passado por um jejum de vários dias na montanha sagrada decidiu preparar-lhe uma refeição leve. Esta lhe foi servida por uma menina que pelo seu aspecto percebia-se estar com muita dor de dente. Com o toque das mãos de Mikao Usui, a dor que afligia a menina desapareceu.

Ao regressar ao mosteiro, Usui soube que seu amigo estava acamado com ataque de artrite. Impondo- lhe as mãos nos pontos doloridos, aliviou-o da dor com as suas mãos de cura. O abade curado exclamou contente: “Isto é Reiki! Energia Universal da Vida.”

Durante os sete anos seguintes, Dr. Usui trabalhou curando doentes em um gueto de mendigos no Japão. Algumas pessoas que haviam sido beneficiadas pelo toque de suas mãos assumiram novos papéis em suas vidas. Mas, algumas retornaram a vida antiga, pois não queriam assumir as suas responsabilidades. Mikao Usui diante deste fato sentiu a necessidade de criar as Máximas de Vida no Sistema Reiki, que são:

As 5 Máximas do Reiki

- Precisamente hoje, não te aborreças

- Precisamente hoje, não te preocupes

- Honra teus pais, mestres e idosos

- Ganha tua vida honestamente

- Demonstra gratidão para com tudo que é vivo.

Abandonou o gueto de mendigos e decidiu ensinar somente àqueles que realmente tinham o desejo de mudar as suas vidas. Ensinou às pessoas como curar a si mesmas e lhes entregou os princípios de Reiki para também curarem a sua forma de vida.

Vídeos

http:ametereiki.com.br/beneficios-do-reiki/

http:www.youtube.com/watch?v=00muDojkx3w

http:www.youtube.com/watch?v=Z3BsEoaqVL0



Sobre os níveis de Reiki

Reiki nível 1 - Shoden

No ocidente é conhecido como "O Despertar", também chamado de físico. Inicia o processo de restauração da habilidade natural de cura do praticante e abre o caminho para o seu desenvolvimento.

Neste nível com a sintonização o iniciado obtém a capacidade de canalizar a energia do Reiki para tratamentos presenciais.

O iniciado aprende um shirushi (simbolo) do REIKI e seu respectivo jumon (mantra). 

Reiki nível 2 - Okuden

No ocidente é conhecido como "A transformação". Neste nível o praticante recebe outra sintonização reforçando a ligação de dimensão maior, aumentando o fluxo energético e transcendendo as mãos físicas. Aprende-se técnicas tornando-se mais ativo nos tratamentos. Aprende dois shirushi (símbolos) do Reiki e seus respectivos Jumon (mantra). Com este nível de REIKI o iniciado recebe a sintonização para realizar tratamentos a distância e o tratamento para maus hábitos.

Pode-se ainda eliminar o tempo e espaço com este nível de REIKI, permitindo assim a transmissão da energia Reiki a distância, possibilitando de iluminar seu passado, potencializar o êxito no seu dia-a-dia e futuro, auxiliar qualquer ser vivo que esteja distante. Este conhecimento desperta um sentimento de profunda união com o cosmos.

Para receber este nível de REIKI o candidato precisa ter sido sintonizado com o nível 1 de REIKI.

Reiki nível 3A - Shinpiden

No ocidente é conhecido como "Mestre de Si" ou "A realização". O praticante de REIKIi recebe outro Reiju (sintonização). Aprende mais técnicas beneficiando diversas pessoas ao mesmo tempo. Inicia-se a intensificação para o desenvolvimento espiritual, fazendo-o lembrar cada vez mais de sua verdadeira essência. Aprende outro shirushi (simbolo) e seu devido uso. O praticante também é estimulado a começar o processo de transcendência.

Neste nível de REIKI o iniciado aprende a realizar mandala de cristais para cura e cirurgia energética espiritual.

Para receber este nível de REIKI o candidato precisa ter sido sintonizado com o nível 2 de REIKI.

Reiki nível 3B - Shihan

No ocidente é conhecido como "Mestrado". Neste último nível o pretendente torna-se um assistente, aonde a prática é aprofundada. O mesmo acompanha diversos cursos e encontros. Só é ensinado presencialmente e para aqueles que adquiriram com o tempo e disciplina: conhecimento, desenvolvimento e considerável aumento de energia. Vencendo cada vez mais a si mesmo com propósitos maiores. Deixamos claro que este nível não é ensinado para todos.

Para receber este nível de REIKI o candidato precisa ter sido sintonizado com o níveis 1, 2 e 3 de REIKI.

No grau de Mestre os candidatos são convidados a reciclar todos os níveis de Reiki em meus cursos. Revisão do aprendizado. Meditações. Dúvidas são dirimidas.

Avaliação da prática no ensino, com a oportunidade de desenvolver cursos nos diversos níveis.

Ainda são abordados entre outros, os temas como ética, responsabilidades do nível de mestre Reiki e como proceder em situações conflituosas.

Após a iniciação como mestre (SHIHAN) no sistema, os candidatos aprendem os procedimentos das iniciações de todos os níveis e a desenvolver seu estilo próprio em ministrar seus cursos habilitado e certificado de Mestre no Sistema Tradicional Usui de Reiki Ocidental e Japonês e Tibetano.

O grau de mestre pressupõe amadurecimento na técnica do Reiki, um sentimento de autoridade, uma função de modelo para os outros, de força moral e de sabedoria, de conduta de vida saudável, em obediência aos 5 Preceitos de Vida/as Máximas deixadas por Dr. Usui.

Para se atingir este grau é necessário entre outros, trilhar o caminho do autoconhecimento, da meditação, do conhecimento profundo do Reiki, da perseverança diante dos desafios que este caminho representa. “Pular degraus” pode encurtar o tempo, mas não vale a pena, pois quando da chegada no destino traz sem dúvida alguma, desafios maiores e muito mais difíceis de serem transpostos, levando muitas vezes ao abandono do caminho ou a erros que prejudicam quem se quer ajudar.

Em todas as atividades humanas, quer profissionais ou particulares, o tempo para aprofundamento no conhecimento e de amadurecimento são fatores preponderantes para o sucesso. Reiki é um bem tão precioso, um tesouro, que deve ser compartilhado com muito amor, toda sabedoria, compaixão e entusiasmo como foi a vida de seu descobridor Sensei Usui.

Intervalo entre os níveis

Se faz necessário compreender e "dominar" o nível atual antes de querer realizar o nível seguinte. Analisando sempre a necessidade e propósito. Principalmente para o nível 3A aonde o trabalho interior é intensificado. Por estes motivos não existe um tempo determinado, os percursos são diferentes para cada indivíduo. É um processo que exige dedicação e paciência.

O que é necessário para se iniciar em Reiki

Para ser tornar um Reikiano ou um Canal REIKI é necessário participar de um curso ministrado por um Mestre Reiki.

Este curso unem a experiência adquirida no Reiki Tradicional Japonês ensinado diretamente por Mikao Usui (técnicas redescobertas por Arjava com o Manual escrito por Sensei Usui) juntamente com o Reiki Tradicional Ocidental desde o seu desenvolvimento a partir da Sensei H. Takata.

O aprendizado se dá a partir de um Mestre/professor de forma teórica e prática.

Os participantes recebem 4 iniciações (atos cerimoniais) para a reabertura e a purificação dos canais sutis, tornando-o apto a transmitir, através das mãos para si mesmo como para outras pessoas a energia curadora.

Uma vez iniciado a sintonia é para toda vida; ela não se perde, nem diminui ou aumenta com a prática ou a falta dela.

Reiki é uma “joia preciosa” que recebemos em nossas mãos.

Técnica Japonesa de Reiki

As Técnicas Japonesa de Reiki conhecido como O LEGADO que MIKAO USUI nos deixou  foi redescoberto por Frank Arjava Petter em suas pesquisas de mais de 1 década no Japão.

Em 1997 Frank Arjava Petter, após vários anos de busca no Japão, entrou em contato com o Manual Original de Mikao Usui, colocando este precioso material à disposição de todos em 2001, quando se deu início à sua propagação através de inúmeras viagens à Europa e América. Desde o seu workshop em Lisboa em 2001  que este conhecimento foi colocado a disposição do ocidente. Trata-se de um conhecimento profundo e de resultados impressionantes.

Para acessar este conhecimento o pré-requisito  é ser iniciado no Sistema Usui de Reiki.

Atendimento Solidário com Reiki

Trata-se de um trabalho de dedicação dos Terapeutas Reiki iniciados pelos Mestres do Colégio - são voluntários para atender pessoas da comunidade.

PERGUNTAS E RESPOSTAS SOBRE O REIKI no link BLOG deste site.